sábado, 27 de junho de 2009

relato de amor contemporâneo


Para ela, muito mais importante que o sexo, era que ele mudasse de 91 para 96.

2 comentários:

Gustavo "Che" Gouveia disse...

entendo. O sexo não é, geralmente, um sacrificio

joaninha versus escaravelho disse...

Por ter sms grátis? :)
É incrível como os telemóveis dominam a vida dos portugueses...