quarta-feira, 8 de junho de 2011

Sou da casquinha do ovo



LX trepa com RJ

serás tardes no arpoador
com a ternura faladora da maconha e mergulhos
acrobáticos
voos de menino lisboeta
no mar carioca

serás todo corpo e coração de cavaquinho
suando na Lapa e flutuando dentro
de um táxi
de copacabana ao humaitá
a floresta colada na tua roupa
outras bocas
tantas bocas e a mesma língua

serás mais amigo e mais pé descalço
mais melodia assobiada e anca de menina
serás coisas boas e porres doces
fruta espremida e novos livros

serás mais tu
quando as luzes se acenderem no Vidigal
e a rádio tocar Carinhoso
teu coração batendo feliz sabendo porquê

e serás menino moleque criança transatlântica
um só coração
duas moradas

1 comentário:

Ana Vermelho disse...

lindo! o poema e a música. marisa monte, a minha preferida...