quinta-feira, 23 de abril de 2009

Dia mundial do livro?


Sempre ouvir dizer que Portugal é um país de escritores. Errado. Um país sem leitores dificilmente produz escritores. Somos o segundo país da UE que menos lê, 63 por cento dos portugueses não pegaram num livro no último mês. Quando questionados sobre o livro que leram recentemente, a maioria respondeu "Equador". Ser escritor em Portugal é mais ou menos como ser portageiro: passam por nós, mas ninguém nos liga. Não há em mim tendências maoistas que queiram educar o povo através do chicote. Mas é uma pena que desprezemos a leitura desta maneira. Não o digo como escritor mas como alguém que acha que os livros são - como algumas drogas, a música ou a paternidade - excelentes aceleradores da evolução humana.

Cada vez se lê menos em Portugal e, no entanto, nunca estive tão seguro ou feliz com a minha escolha. Isto de escrever tem muita graça. E é melhor que trabalhar num escritório com luzes fluorescentes no tecto e máquinas que fornecem chocolates e batatas fritas no corredor. Por outras palavras, não lusitanas: beats working.

3 comentários:

busycat disse...

Dia Mundial da Livro, uma feira do livro ali em baixo na praça da república e eu sem dinheiro na conta... Oh vida!

Espero que continue sempre a escrever que por aqui eu vou lendo!
Bom dia mundial do livro.
beijo

Clara disse...

gosto muito de ler. por isso, segui o link no facebook toda contente a pensar que isto era mais um dos teus excelentes textos gigantes. mas afinal era pequenito. oh.

Friendly Fire disse...

fuck me i'm officially depressed now. a minha redaccao tem luzes fluorescentes e uma maquina de chocolates e batatas fritas na cozinha.