quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

O rapaz do eléctrico


Uma mulher portuguesa a usar a língua como palito hidráulico enquanto explica a uma turista francesa que o Mosteiro dos Jerónimos não é em Cascais; uma africana, com o filho ao colo, e rabo que precisa de um reboque, esmaga-me contra a janela assim que se senta a meu lado; a estudante de design que ainda troca os b's pelos v's mas que já sabe fazer olhinhos e fumar ganzas; japoneses, marroquinos, ucranianos, tantos espanhóis, carteiristas, travestis, e o rio a passar nas janelas. Regressei aos transportes públicos de Lisboa, e até tenho aquele cartão que se carrega com dinheiro. Carris: minha musa, tágide laranja, inspiração maior para que este blog seja tão fértil como a Angelina Jolie.

2 comentários:

Clara disse...

Bem-vindo ao maravilhoso mundo da pessoa comum. Eu cá tenho um L12. É dos bons!

Miss Gordon disse...

...don't underestimate the creative potential of taxi drivers... entertaxinment...