sábado, 14 de maio de 2011

Pentelho, pentelhinho


O país, Catroga e a importância de um pentelho, crónica no i

1 comentário:

Ana Vermelho disse...

ora nem mais!

se tivesse dito para deixarem de discutir ninharias, ninguém teria comentado nada. é triste ver que só ligamos ao disparate. que ponha a mão no ar que nunca disse pentelho! continuamos uma cambada de puritanos que na vida pública não parte um prato. que não tuge, nem muge. que não fode, nem deixa foder. e em privado somos o maiores filhos da puta, capazes das maiores atrocidades! e perdoados somos ao domingo na igreja!